Força de vontade! Maíra Lobão e sua história de sucesso!

Força de vontade! Maíra Lobão e sua história de sucesso!

25 de novembro de 2013 | Mensagens e reflexões

Bom Dia Felicidade!! ♥♥♥

Hoje o post é papo sério!  Sei que muitas noivas fazem de tudo para emagrecer perto do casamento e sei também que muitas noivas ao casar, engordam muito. Ansiedade, nervoso, falta de tempo, tantas coisas fazem a balança ficar oscilando muito e isso não faz bem, nem pra saúde e nem para auto-estima.

Sempre me preocupei com noivas e meninas que fazem dietas malucas ou passam a vida tomando remédios fortes para emagrecer e por isso convidei Maíra Lobão para contar um pouquinho da história dela para vocês e fiquei muito feliz quando aceitou.

Conheci Maíra na época do seu casamento, ela ainda noiva e vivendo a fase delícia dos preparativos para casar, isso em 2005 e tenho certeza que tudo que ela passou muitas de vocês vão se identificar um pouco. 

Oi, Meninas!

Vim falar de um assunto que mexe com muitas noivas e casadinhas: a relação com a balança. Eu estou vencendo esta guerra e espero ajudar vocês de alguma forma.

Desde adolescente eu convivo com o efeito sanfona. Tomava remédios para emagrecer, emagrecia e depois engordava tudo de novo. Fiz mil tipos de dieta, mas a atividade física nunca esteve em primeiro lugar. Eu malhava para emagrecer. Emagrecia, parava de malhar e voltava a engordar. Me casei em 2006 com 80 quilos, tenho 1,67m e, por incrível que possa parecer, eu não estava gorda, pois tenho quadril grande e coxa grossa, mas na parte superior eu era fininha.

Antes do casamento, eu estava fazendo uma dieta bemmmm regrada, malhando frequentemente e tomando remédio para emagrecer. Ocorre que, quando casei, parei de fazer qualquer tipo de atividade física e de dieta, só comia comida congelada (pizza, lasanda e etc) e, por óbvio, passei a engordar progressivamente.

Além disso, os programas de casados, os diversos “open house”e jantarzinhos faziam com que eu engordasse cada vez mais.

O problema é que a gente não engorda do dia pra noite. No meu caso, as roupas forma apertando, mas eu a substituía por roupas noivas (maiores) e estava tudo caminhando.

Meu marido, que sempre foi um príncipe, dizia que eru era linda e eu acreditava e continuava comendo. Não haviam cobranças externas quanto ao peso.

Em 2011, no auge dos 117 quilos, já estava com muita vergonha do meu corpo, decidi fazer Vigilantes do Peso, pois pretendia engravidar.

Achava que ia demorar a ficar grávida, que daria tempo de emagrecer e ter uma gestação saudável, todavia com menos de um mês do início da dieta já estava grávida! Grávida e obesa. O que fazer? Resolvi ir em um endocrinologista e ao me atender ela tirou o meu chão. Disse que o meu caso só seria resolvido com uma cirurgia bariátrica, que eu já havia feito muito regimes, que não podia tomar remédio para emagrecer, pois estava grávida, e que eu não conseguiria emagrecer de outra forma. Saí do consultório arrasada!!! Meus examos de sangue estavam todos normais, não tinha qualquer problema de saúde associado a obesidade e como aquele profissional que nunca me tratou antes poderia dizer isso?

Fiquei muito triste. Sou emotiva, e grávida fiquei ainda mais sensível. Descontei a tristeza na comida e cheguei ao final da gravidez com 137 quilos!!! É claro que a esta altura eu já era portadora de hipertensão gestacional, meu IMC era de 49,12 e eu tive um final de gestação de risco.

Minha filha nasceu e eu emagreci um pouco e diminuí o peso para 129 quilos, mas como ela tinha dificuldades para ganhar peso passei a me entupir de carboidratos para o meu leite ficar “mais forte” e engordei ainda mais, passando a pesar 132 quilos. Neste momento eu dei um CHEGA e procurei uma nutricionista. Falei com ela que precisava emagrecer, mas que não tinha pressa, pois a minha prioridade era amamentar minha filha que estava com três meses.

Na primeira consulta estabelecemos uma meta inicial de 80 quilos (peso que casei) e não estabelecemos limites de tempo, pois eu não tinha tido pressa em engordar tanto e não poderia ter pressa em emagrecer. Parecia um caminho longo, mas o primeiro passo tinha sido dado.  Comecei a comer coisas mais saudáveis, tirei as farinhas brancas da minha vida, reduzi muito consumo de carboidratos e bebi muita água. Comia bem, não passava fome e comecei a emagrecer. Fui me animando, pois eu emagrecia, minha filha ganhava peso e a minha vontade de vencer só aumentava. Eu sei que tinha o IMC para fazer uma bariátrica, mas eu não queria cortar um pedaço do meu estômago porque não conseguia fechar a boca! Se eu tivesse algum problema de saúde, não pensaria duas vezes, mas até a pressão havia sido normalizada após o parto. Eu queria tentar mais uma vez, só que de outra forma.

Desta vez também não ia procurar atalhos em remédios para emagrecer, pois eu sabia que não davam certo. Eu queria ser um exemplo pra minha filha. Um exemplo que querendo de verdade, conseguimos os nossos objetivos. Eu queria ser saudável!!! E assim fui indo. Me mariculei na academia e no começo mal conseguia caminhar a uma velocidade 5,0 na esteira, mas ia pelo menos quatro vezes por semana. Na época, a academia era um remédio que eu tinha de ingerir. Podia não me sentir confortável, me sentia um lixo com roupa de ginástica, mal tinha roupa de ginástica que coubesse em mim, mas eu ia. Depois do sexto mês eu tomei gosto, viciei mesmo na academia, me matriculei nas aulas de boxe e passei a treinar de segunda a sábado!

Sabe o que me ajudou muitooo? O instagram!! Passei a seguir diversas meninas que tinham hábitos saudáveis e isso me encorajava! Quando eu pensava em jacar, ou eu faltar a academia, olhava o instagram destas meninas e via que elas já tinham malhado e que estavam firmas na dieta! Eu pensava: “Se elas que são magras e lindas já foram treinar e não jacaram, eu vou ficar em casa comendo besteiras??? Nãoooooo!!! ” Levantava e ia para academia. Hoje eu sou uma destas meninas! Quem diria…

A menina que mal andava na esteira, começou a correr, e hoje já corre 7km intervalado!!! Isso é felicidade!!! Em 24 meses eliminei 51 quilos e sou outra pessoa!!! Hoje em dia peso 86 quilos e faltam 16 para eu chegar aos sonhados 70 (abaixei 10 quilos na minha meta inicial)  e sei que vou conseguir atingir o meu objetivo final!! E é isso, no meu instagram (@mailobao) faço quase um diário e busco ajudar e icentivar outras pessoas a serem mais saudáveis. Contem comigo e vamos nessa!!

Maíra Lobão (@mailobao).

 

Maíra, parabéns! Parabéns! Um exemplo de força, de coragem e acima de tudo, uma prova de amor a sua filha e acima de tudo a si mesmo!

Obrigada por compartilhar sua história com a gente, tenho certeza que vai inspirar muitas meninas! 

Acredite! Confie em você! Tenho certeza que pode mais do que imagina!

Felicidades e amor sempre!

Beijos e mais beijos,

Karina ieno ([email protected])


TOPO